• anamoraesdesigner

Seu PET pode ser um herói!

Hoje é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue, essa data tem como principal objetivo homenagear a todos que praticam esse importante ato solidário, além de conscientizar sobre a importância do mesmo e incentivar outras pessoas a fazerem parte dessa mobilização pelo bem.


Mas o ato de doar sangue, não é importante somente para os seres humanos. Ele também é de extrema importância no setor veterinário, já que aumenta as chances de sobrevivência de cães e gatos que sofreram algum tipo de acidente ou que foram diagnosticados com doenças que podem causar anemia.


Muitos tutores não sabem da importância da doação de sangue para os animais de estimação, e muitos ainda acreditam nos mitos que esse procedimento pode causar algum risco para o pet. Porém, esse processo realizado para a doação de sangue é 100% seguro, não causa nenhum tipo de dor ao pet doador, não causa efeitos colaterais e geralmente é realizado de forma muito rápida.

Podem ocorrer sintomas de fraqueza, assim como nos humanos, nas primeiras 24 horas após a doação de sangue!





Como acontece a doação?

O primeiro passo para o seu pet se tornar um doador é preencher alguns critério básicos:


PARA OS CÃES:

  • Idade entre 1 e 8 anos

  • Peso mínimo de 27kg

  • Temperamento dócil

  • Vacinação e Vermifugação atualizadas

  • Controle de pulgas e carrapatos

  • Não apresentar doença ou transfusão prévia

PARA OS GATOS:

  • Temperamento dócil

  • Peso mínimo de 4kg

  • Idade entre 1 e 7 anos

  • Vacinação e Vermifugação atualizadas

  • Controle de pulgas e carrapatos

  • Não apresentar doença ou transfusão prévia


Após serem aprovados nesses requisitos básicos, os animais doadores passam por uma bateria de testes clínicos, que irão analisar as condições de saúde do animal e então aprovar a sua doação.


Cada cão pode doar até 450 ml de sangue, enquanto os gatos podem doar até 40 ml, essa doação é realizada através da veia jugular e o sangue é coleto em uma bolsa, assim como é realizado com os humanos.


Assim como nós, cada pet é especial e carrega algumas características em seu organismo... Entre os cachorros, existem 13 tipos diferentes de sangue, que podem inclusive variar entre animais de uma mesma raça. Já os gatinhos possuem apenas 3 tipos sanguíneos.

Assim, nem todo pet pode doar sangue para outro diretamente. Primeiro, é necessário saber se os tipos sanguíneos são compatíveis, vale lembrar que em todas as doações é realizado o teste de compatibilidade entre doador e receptor!


Quer que o seu amigo seja um doador? Converse com o médico veterinário de sua confiança para obter todas as informações necessárias sobre esse procedimento!

Doar sangue salve vidas!


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo